Portugal por dentro, figos-da-índia no Alentejo

Tour Portugal Sou Eu - Tour Portugal It’s Me
Alimentaria & Horexpo Lisboa 2017 – “Tour Portugal Sou Eu”
12 Junho, 2017
vídeo produção figos da india portugal
Produção de figo-da-índia em Portugal – “Recursos emergentes”
3 Dezembro, 2017
Mostrar tudo
figos-da-índia no Alentejo

DESERTO MEXICANO? Não. São figos da índia no Alentejo, um produto que afinal não é assim tão estranho por estas bandas. Mas Nuno e Cristina Simões têm a maior extensão desta cultura exótica e até já se lançaram na transformação, como compotas e xaropes. Deliciosos, diga-se.

FIGOS-DA-ÍNDIA NO ALENTEJO

Mesmo antes de passarmos a porta deste estranho conceito já sabíamos como valia a pena lá ficar. É que Nuno e Cristina Simões, de 46 e 45 anos, tinham celebrado a passagem de ano com um jantar e uma noite no Palacete. Dizem-nos isto enquanto mostram a herdade onde instalaram uma extensíssima plantação de figos-da-índia biológicos – Opuntia Ficus Índica
Apesar dos milhares de catos que vemos, não podemos provar o sabor deste fruto exótico originário do México que, ficamos a saber, já existe em muitas partes do Alentejo (são 390 produtores em todo País, em 830 hectares) – ele adapta-se bem a situações extremas, menos ao excesso de água.

Só depois de julho estará pronto para ser colhido, explica o casal, que deixou Lisboa e as suas profissões (ele engenheiro mecânico, ela professora) para explorar o terreno da família, abandonado até 2013. Este ano, a Diálogos do Bosque conta chegar às 40 toneladas, mas a maioria não fica em Portugal. Holanda, Reino Unido e Alemanha são os principais compradores, embora também haja destes figos nas 400 lojas Pingo Doce…

Leia ou baixe o artigo completo publicado na revista Visão de junho 2017.